domingo, 12 de fevereiro de 2017

Sete vingadoras de Sidney Sheldon

Para comemorar o centenário de Sidney Sheldon, não há melhor homenagem do que falarmos daquilo que ele fazia de melhor: criar heroínas movidas pela sede de vingança. É claro que essa não era a única matéria prima de seus livros, embora muitos críticos digam o contrário. Mas boa parte de seus melhores enredos se baseavam em mulheres vingativas, que faziam as páginas virarem sozinhas com seus planos mirabolantes.


Noelle Page

Um amor pode se transformar em ódio, principalmente quando um homem conquista o coração de uma jovem inocente, para logo depois destruir suas ilusões. Mas essa decepção só tornou Noelle mais forte. O desejo de vingança a impulsionou a se tornar uma das mulheres mais famosas do mundo até chegar a hora de acertar as contas com seu passado.


Lúcia Carmine

Lúcia nunca foi um exemplo de garota comportada, tanto que um de seus passatempos era dar uns pegas no segurança da família. Mas sua vida de diversão acaba quando seu pai é acusado de inúmeros crimes e ela se vê privada de toda a segurança, glamor e conforto. Porém ela não deixa essa afronta passar batida e vai atrás dos responsáveis pela ruína de sua família. E para Lúcia, o fato de que seu pai era um dos maiores mafiosos da Itália não faz nenhuma diferença.


Melina Demiris

Depois de sofrer muito com as humilhações do marido, o poderoso armador Constantin Demiris, Melina se cansa da opressão, das traições e do desprezo com os quais convive há anos e decide dar o troco. Para se vingar do marido ela é capaz de um ato drástico, uma decisão da qual não terá como voltar atrás. Mas será que ela teria alguma chance contra um homem tão implacável?


Jill Castle

Josephine passou maus bocados quando foi pra Hollywood tentar a vida como atriz. Numa selva onde os mais fracos não tem nenhuma chance, ela teve de lidar com todo o lado podre do showbizz. Mas sua sorte mudou, ela se tornou Jill Castle e quando se viu no topo, tratou de revidar as ofensas, rejeições e humilhações pelas quais passou. Até o momento em que mexeu com a pessoa errada e descobriu que quem tem telhado de vidro deve se cuidar.


Tracy Whitney

No início ela só queria justiça. Mas caiu numa armadilha e teve de amargar um terrível período na prisão. Porém, a vida é imprevisível e num capricho do destino ela se vê diante da oportunidade de se vingar. Mas a carreira de vingadora é apenas o início para a grande aventura que é  a vida dessa formidável heroína.


Leslie Stewart

Ser trocada por outra é muito ruim, mas quando se descobre isso através dos jornais é muito pior. Leslie era inteligente, bonita e sensual. E se seus atributos não eram o suficiente para manter o homem que amava ao seu lado, ela os usaria para destruí-lo.


Toni Prescott

É preciso muito cuidado para falar desse livro sem soltar spoilers, por isso, apesar de eu ser o mais evasivo possível, recomendo que quem ainda não leu pelo menos a primeira parte, pule essa personagem. Marcada por um segredo horrível em seu passado, Toni se tornou uma mulher arredia, sempre na defensiva e com uma enorme incapacidade de manter qualquer tipo de relacionamento. E a única maneira de diminuir a dor que a corroía era se vingando daqueles que, em sua mente, representavam o mundo que ela abominava. Seria uma vingança até compreensivel, se ela não direcionasse sua ira para os alvos errados.



2 comentários:

  1. Olá Ronaldo! Gosto muito dos livros de Sidney Sheldon... eu tenho dois volumes de bolso e cada um deles tem duas histórias. Me lembro que a que mais gostei foi "Se houver amanhã"
    Grande abraço!
    EVENTUAL OBRA DE FICÇÃO - PARTICIPE DO CONCURSO RESPONDA E GANHE


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse é um dos mais aclamados mesmo, Sheldon era um autor único.

      Excluir