quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

Amor Amargo - Jennifer Brown




Sinopse 

Último ano do colégio: a formatura da estudiosa Alex se aproxima, assim como a promessa feita com seus dois melhores amigos, Bethany e Zach, de viajarem até o Colorado. O dia da viagem se torna cada vez mais próximo, e tudo corre conforme o planejado. Até Cole aparecer. Encantador, divertido, sensível, um astro dos esportes. Alex parece não acreditar que o garoto está ali, querendo se aproximar dela. Quando os dois iniciam um relacionamento, tudo parece caminhar às mil maravilhas, até que ela começa a conhecê-lo de verdade.

Resenha

Comprei esse livro por indicação num grupo no facebook, quando pedi sugestões de livros sobre relacionamentos abusivos. É um tema que geralmente gera boas histórias. Mas só fui descobrir que se tratava de um livro voltado para o público adolescente depois de ter comprado. Não curto muito livros juvenis, pelo menos esses mais modernos, acho tudo muito fútil e não consigo me envolver. Mas nesse caso foi diferente. Jennifer retrata muito bem o universo teen, com todos os seus maneirismos, mas trata com muita profundidade os temas sérios do livro. Alex é uma jovem que perdeu a mãe ainda criança e tal tragédia transformou radicalmente sua família. Seu pai se tornou um homem apático, distante das filhas e essa falta de proximidade transformou Alex numa menina carente, insegura e com baixa autoestima. Por isso, quando Colin, o atraente aluno novo, começa a lhe dar bola ela mal consegue acreditar.

Foi muito interessante a maneira como o rapaz foi mostrando aos poucos seu lado sombrio. A autora soube dosar bem a maneira como os abusos foram se intensificando, até você perceber que o que parecia um conto de fadas para Alex, se tornou uma verdadeira cilada. Mas uma coisa é nós, leitores, constatarmos que aquele é um relacionamento doentio. Outra é Alex se dar conta disso. Por vários momentos senti muita raiva da personagem, que se culpava pelas agressões do namorado, tentando encontrar justificativas para o seu comportamento. Mas em outros eu a compreendia, pois é difícil você admitir que aquela pessoa por quem se apaixonou, que te dá carinho, que te surpreende com presentes fofos, possa sentir prazer em te machucar.

O livro todo o tempo jogou com as minhas reações diante desse relacionamento destrutivo. Algumas atitudes de Cole me deixaram revoltado, perplexo e enojado, ao mesmo tempo que a passividade de Alex me exasperava. A maneira como a protagonista defendia o namorado a fazia parecer até mesmo conivente com a agressão. Em muitas situações queria lhe dar uma sacudida para que alterasse seu pai, seus amigos, a polícia, quem fosse, pra se libertar. Mas também entendia seus motivos. O quanto é dificil sair de uma relação como essa. A coragem que é necessária para expor sua própria infelicidade e pedir ajuda. Estar a mercê da crueldade das pessoas que vão te condenar por não ter tomado essa atitude antes. O quanto isso pode ferir seu amor próprio.

Gostei muito da maneira como Jennifer conduziu a narrativa. Sem apelar, sem maquineísmo e com personagens convincentes. O livro fica mais empolgante à cada capítulo, atingindo um grande clímax, houve emoção nos momentos dramáticos, mas sem cair no sentimentalismo e o assunto dos relacionamentos abusivos foi tratado com muita competência, dignidade e realismo. Um livro sobre adolescentes, mas que se comunica com qualquer público e principalmente, representa a realidade de qualquer mulher que sofra esse tipo de violência.




6 comentários:

  1. Então quer dizer que o senhor se rendeu a uma das minhas leituras...... Eu li esse livro no começo do ano e foi tanto clichê por todos os lados que eu não consegui curti a leitura, MEU DEUS tudo era muito previsivel, até as falas dela eu já previa, a autora poderia tentar sair um pouco do normalzinho e criar uma história realmente forte, igual ela fez em A LISTA NEGRA

    ResponderExcluir
  2. Os clichês não me incomodaram, talvez por ler pouco desses livros. Mas pela sua resenha eu tive a impressão de que você adorou o livro, não? Feliz ano novo Guto!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não fiz resenha desse livro seu loko!!! Eu devo ter falado em algum post de leituras kkkk. Acho que no blog eu peguei mais leve, mas no skoob arrasei com ele kkkkkkk certeza

      Excluir
    2. Claro que fez, li no seu blog e você falou maravilhas do livro, só que agora o post sumiu.

      Excluir
  3. Interessante... Já li outro livro dessa autora e gostei. Não sabia da existência desse. Obrigada pela indicação. :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também soube dele há pouco tempo, espero que goste.

      Excluir