sexta-feira, 9 de setembro de 2016

Sombras de um Crime - Val McDermid


Sinopse

A psicóloga Fiona Cameron dedicou a vida a capturar criminosos para impedir que outras pessoas morressem de forma tão brutal quanto Lesley, sua irmã caçula. Contudo, jurou jamais trabalhar para a Scotland Yard novamente, uma vez que agiram contra seus conselhos e, como resultado, destruíram uma investigação. Porém, ao descobrir que há um assassino à solta liquidando escritores da mesma forma como as vítimas são mortas nos livros, ela não consegue deixar de suspeitar que seu namorado, um premiado autor de suspense, seja um alvo em potencial, e decide investigar.

Resenha

Adoro livros de serial killers, livros com profilers, livros com personagens escritores e esse tem tudo isso e muito mais. Porém, apesar da trama ser repleta de violência desde o início, com crimes acontecendo por toda a parte, eu fui perdendo o entusiasmo à cada página. E o motivo era exatamente esse: coisas demais acontecendo e tirando o foco do livro da tão fascinante trama principal. Fiona Cameron, a psicóloga forense que protagoniza o livro, se divide entre três investigações diferentes, uma delas em outro país, o que torna a trama muito dispersa no início. Eram tantos os crimes que chegou um ponto em que eu nem sabia mais do que os personagens estavam falando. Tanto que no início quase abondonei a leitura pela falta de foco na trama principal. Há livros que se alternam entre diversas subtramas e isso só torna a leitura mais dinâmica. Mas achei a trama principal forte demais para se desviar dessa maneira. É um enredo grandioso, repleto de camadas, com muitos personagens, pra ser interrompida a todo instante por assuntos paralelos. Mas que bom que resisti, pois por volta da página 140 a história se concentra naquilo que interessa e conseguiu me capturar.

O livro é dividido em diversos pontos de vista, entre eles o da psicóloga criminal Fiona Cameron, o de seu namorado, o escritor Kit, um cara sensível dentro de um corpo de um brutamontes, o do assassino, em primeira pessoa e o das vítimas, que entram em cena pouco antes de serem assassinadas. O que torna a leitura muito empolgante é que tomamos conhecimento de quem será a próxima vítima do serial killer pouco antes do crime acontecer e dessa forma, acompanhando o ponto de vista da vitima e seu cotidiano, sabemos que cada passo que ela dá a leva mais perto de cair em uma cilada. Gosto demais desse tipo de jogo narrativo, onde os pontos de vista se alternam e somente nós, os leitores, estamos cientes de tudo. Ou quase tudo. A identidade do assassino é um grande mistério e o que torna esse segredo ainda mais instigante é a personalidade controversa desse assassino. 

Através de sua narrativa nós ficamos sabendo que, apesar de cometer assassinatos de uma violência estarrecedora, ele não sente nenhum prazer com esses atos. Então, por qual motivo esse assassino de escritores está agindo? É esse o maior mistério do livro.

Val conseguiu criar bons personagens, não me apaixonei por nenhum deles, mas me envolvi bastante com suas histórias. Curti a relação sadia entre Fiona e seu namorado, fiquei tocado com o caso amoroso que ela teve com o policial Steve no passado, que parece ter deixado marcas profundas no rapaz, apesar da amizade entre eles ter permanecido. Mas o que me fez desejar ler todas as obras da autora foi seu estilo sombrio, minucioso em explorar os detalhes mais macabros no, repleto de pequenas intrigas e crimes brutais.













9 comentários:

  1. Olá Ronaldo!
    Sombras de Um Crime já está na minha lista de leituras há muito tempo,desde que li a sinopse.Mas agora com sua resenha fiquei ensandecido.Esse livro parece ser excelente.Sem contar que fiquei ainda mais curioso..um assassino serial que não sente prazer em matar?Apesar de capas de livros não me chamarem a atenção esse saltou aos olhos.
    Grande abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É difícil mesmo resistir a uma sinopse como essa. Ainda mais pra quem curte tanto esse gênero. Abraços.

      Excluir
  2. Realmente a capa desse livro está divina!
    Apesar de no início a trama não focar em um crime específico achei tudo muito instigante!
    A curiosidade em descobrir quem é o autor de crimes tão bárbaros,me aguçam a vontade de conferir essa leitura.
    E é claro que è um dos livros que desejo ler.

    Qual será o motivo do assassino matar somente escritores?
    Estou com muita vontade de descobrir!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa foi uma das dúvidas que mais me motivaram a ler o livro.

      Excluir
  3. Ronaldo, você já assistiu Castle? Esse início parece muito com o início da série!
    Só por isso eu já fui fisgada, e gostei ainda mais da autora introduzir a perspectiva da vítima pouco antes do próprio assassinato, genial demais. Leria e com total certeza.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda não assisti Castle, mas já ouvi falarem muito bem, logo vou conferir.

      Excluir
  4. Oi, tudo bom?
    Eu não conhecia o livro, e confesso que não fiquei interessada nele, principalmente por você ter citado que acontecem vários crimes acontecendo por toda parte, não gosto de livros com muita violência.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente não é todo mundo que tem estômago para esse tipo de cena, mas eu adoro.

      Excluir
  5. Estou com um livro da autora na estante e ainda não li, será o próximo sem dúvidas.
    Livros que conseguem trazer pontos de vista e que acrescentem realmente algo a leitura é difícil, tentar desvendar a identidade do assassino, ler os crimes brutais, as investigações acontecendo, no começo realmente é muita coisa, mas a autora conseguiu dar a volta por cima e fazer um belo trabalho, irei procurar esse para comprar.

    ResponderExcluir