sexta-feira, 8 de abril de 2016

Encarcerados - Alexander Gordon Smith


Sinopse

Desde pequeno Alex Sawyer era um daqueles valentões do colégio, que tripudiavam em cima dos mais fracos, e quando chegou à adolescência o caminho natural foi se transformar num delinquente juvenil. Com a ajuda de seu melhor amigo, Toby, começou a cometer pequenos furtos na vizinhança. Até que uma noite, homens fortes de terno preto cruzaram o caminho dos dois. Toby foi cruelmente assassinado e Alex, preso e acusado pela morte do amigo. Seu novo lar? A Penitenciária de Furnace, um buraco - literalmente - para onde todos os garotos condenados são enviados e de onde só é possível sair morto. Com guardas sádicos e criaturas terríveis responsáveis pela segurança, Furnace é o inferno. O lugar é infestado de criminosos - como as perigosas gangues Caveiras e os Cinquenta e Nove - mas também há muitos garotos que, como Alex, foram presos por crimes que não cometeram. Como escapar e provar sua inocência? Em quem confiar? O que na verdade era Furnace: um reformatório? Um depósito? Ou, pior, um laboratório maligno?

Resenha

Havia lido no skoob sobre essa série há cerca de um ano e ficado com água na boca. Porém, perdi todo o entusiasmo ao descobrir que a Benvirá havia parado de publicá-la no terceiro volume. Qual não foi então a minha surpresa ao me deparar com o quarto livro na bancada de lançamentos da Saraiva. Encontrei então o primeiro volume na loja, o último exemplar, e decidi me aventurar nesse universo distópico criado por Alexander Gordon Smith. A história se passa numa época indeterminada, numa sociedade que reagiu ao aumento intolerável da violência da seguinte maneira: privatizando o sistema carcerário e condenando todo delinquente à prisão perpétua sem direito à visitas, no presídio de Furnace, localizado no subsolo de uma grande cidade americana.

O livro tem todos os elementos obrigatórios em histórias de prisão. Um sistema rígido, onde qualquer ato de rebeldia é punido severamente, conflitos entre os próprios internos, com gangues dominando os mais fracos, planos mirabolantes de fuga e a amizade entre os companheiros de cela. Temas suficientes para você se familiarizar logo de início com o livro. Porém, o autor vai mais além, explorando o terror de um modo sádico. Gradualmente ele vai nos apresentando ao tenebroso mundo de Furnace, revelando à cada capítulo que o que é ruim pode ainda piorar. O local é repleto de segredos, com criaturas bizarras cometendo atos bárbaros. E à medida que o terror vai se intensificando, maior é o laço de amizade que une o novato Alex ao brutamontes Donovan. Fiquei tocado com a sensibilidade com a qual o autor tratou a relação de afeto entre esses rapazes. Não só entre os dois, mas entre todo o grupo de meninos que se uniu para tentar fugir daquele inferno. Era cada cena linda que dava vontade de chorar. Não tive como não me afeiçoar a esses garotos. Alex é um personagem fascinante, aquele cara que chega para subverter a ordem e lançar um raio de esperança a um local onde só havia conformismo.

O autor tem um eficiente senso de ritmo. Em todo capítulo acontece algo importante. Há sempre obstáculos atrapalhando o caminho de nossos heróis. Havia momentos em que eu pensava: “Não pode acontecer isso agora, não é justo com eles.” O autor brinca demais com as nossas expectativas, criando reviravoltas a todo instante e sempre mantendo o leitor na palma de sua mão, envolvido nos dilemas que não param de surgir. Há sempre uma decisão a ser tomada que ameaça colocar uns contra os outros, evidenciando um jogo psicológico muito bem arquitetado.

Cheguei ao final emocionalmente exausto, sentindo-me próximo daqueles bravos adolescentes. Como se trata de uma série, muitas respostas ficam pendentes, mas o mote principal do primeiro livro tem uma conclusão. Há muito tempo não lia algo tão empolgante, numa linguagem simples e que tivesse um apelo emocional tão forte. Soube que a Benvirá pretende publicar os volumes restantes ainda esse ano. Que bom que a editora vai correr atrás do tempo perdido, porque seria um grande desperdício abandonar uma série espetacular como essa.

8 comentários:

  1. POXA vc gostou mesmo dele kkkkk. Eu vi esse livros há uns dois anos no canal da Pam Gonçalves no youtube e fiquei louco por ele também, só fui adiando de comprar porque ele tem pouquissimas páginas para um livro de mais de 20 reais rsrs. Eu estou sempre esperando o preço dele abaixar...

    PS: Sua escrita tem evoluído muito nos últimos meses heim meu amigo... arrasando aí

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas vale cada centavo, Guto, porque é ótimo. Achei esse livro a sua cara. E obrigado pelo elogio.

      Excluir
    2. Magina!! Cara, gostei da sua foto com os livros que chegaram da editora, se deve ter ficado super feliz mesmo!!!!!
      Nenhum meu chegou ainda, um deve chegar essa semana e o outro ainda será lançado só no final do mês kkkkk me lasquei kk (to esperando vc me responder no skoob até agora seu sonso)

      Excluir
    3. Eu respondi, mé que nem sempre o skoob sinaliza as mensagens. Já perdi uma troca por causa disso. Clica no envelope que você vai ver. Fiquei muito feliz mesmo com os livros, é muita emoção. Mas demora mesmo pra chegar, tenha paciência.

      Excluir
  2. Uau, pretendo ler com certeza. Tenho os três primeiros e não sabia que tinha mais livros, ainda não me aventurei a ler, mas quero muito.
    Gostei da resenha, beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois tire-os da estante porque eles merecem ser lidos. Quisera eu ter os três primeiros. Beijos.

      Excluir