domingo, 7 de fevereiro de 2016

Sete livros ambientados na Segunda Guerra Mundial

Um dos conceitos básicos de arte é tirar da dor algo de belo. E é isso o que acontece com um dos momentos mais dramáticos da humanidade. A Segunda Grande Guerra foi retratada no cinema, nas artes plásticas, no teatro e, principalmente na literatura, onde foi dissecada e cada aspecto seu explorado. E, mais do que pano de fundo, em algumas obras a Guerra é retratada como um personagem, que interfere na vida dos demais, separando famílias, causando conflitos e aguçando a ambição daqueles que lucraram com esse lado negro da nossa História.


O Menino do Pijama Listrado

Os horrores do Holocausto narrados pelo ponto de vista de uma criança de nove anos tornou esse livro numa verdadeira fábula sobre amizade, esperança e inocência. Bruno não sabe o que é a guerra, o que é nazismo, o que é política e por que os judeus são diferentes dos demais alemães. Por isso, não entende porque teve de sair de sua bela casa em Berlim, para viver num local desolado, longe da vida com a qual estava habituado, sem ter com quem brincar e longe de seus amigos. Ele passa seu tempo na janela do quarto e de lá observa uma cerca, para além da qual centenas de pessoas vestidas de pijama circulam, o que lhe deixa com um frio na barriga. Em seus passeios, Bruno conhece Shmuel, um garoto do outro lado da cerca que, curiosamente, nasceu no mesmo dia que ele.  Floresce uma amizade entre ambos e, conforme Bruno investiga as atividades de seu pai, a verdade sobre a sua situação vai lentamente surgindo e destruindo sua inocência.


O Anel de Noivado 

A Segunda Grande Guerra separando famílias é o tema principal desse que é considerado o melhor livro de Danielle Steel. Kassandra von Gotthard, esposa de um banqueiro, se apaixona pelo escritor judeu Dolff Sterne. Quando estoura a Segunda Guerra, ele passa a ser perseguido pelos nazistas e Kassandra, por estar envolvida com esse homem acaba sofrendo as consequências. Após a morte brutal de Kassandra sua filha herda seu anel, que a acompanhará nos difíceis momentos que a guerra lhe reserva. Separada da família pelo terceiro Reich, a jovem encontra o amor, ironicamente, nos braços de um oficial nazista que é a única pessoa que pode ajudá-la fugir da Alemanha e refazer sua vida nos Estados Unidos. Lá, longe de todos os que um dia amou, seu único vínculo com o passado é o anel, que representa a esperança de um dia reencontrar alguém de sua família.


O Rouxinol

A ocupação nazista na França é a responsável pelas divergências entre duas irmãs. Após a partida do marido que ruma para o fronte, Vianne se vê sozinha com os filhos quando o país é invadido pelos alemães. Um oficial das tropas de Hitler confisca a casa de Vivian, transformando-a num quartel general e ela é obrigada a viver sob a vigilância do inimigo, submissa ao terceiro reich, temendo pela sua segurança e a dos filhos. Já Isabelle, sua irmã, é uma garota contestadora, que se apaixona por um guerrilheiro e se une ao movimento de Resistência. Cada irmã segue um caminho e as consequências de suas escolhas são imprevisíveis.


A Bicicleta Azul

Esse é o primeiro livro de uma trilogia que marcou uma geração. Léa Delmas está com 17 anos, quando conhece seu primeiro amor e com ele o sexo. É nessa mesma ocasião em que estoura a Segunda Guerra Mundial e o belo caminho que a jovem começava a traçar é brutalmente interrompido por uma dura realidade. Léa é obrigada a lidar com a ocupação nazista na França, justamente na época em que encontra um grande amor. Através da corajosa personagem, acompanhamos todo o drama da família Delmas na luta pela sobrevivência e compartilhamos das impressionantes descobertas que o amor lhe proporciona.


A Menina que Roubava Livros

Os livros são o refúgio de uma menina que tenta escapar dos horrores causados pela Segunda Guerra. Quem nos conta sua história é a morte, de cujas mãos essa garota conseguiu escapar e por quem ela se afeiçoou. Liesel é filha de uma comunista, que perseguida pelos nazistas, deixa a garota e seu irmão aos cuidados de um casal, que os adota por dinheiro. O garoto morre durante o trajeto e é enterrado por um coveiro que deixa cair um livro na neve. Dele Liesel se apossa, mesmo sem saber ler. Para ela, o livro é um vínculo com suas origens, um laço com seu passado. Mas conforme é alfabetizada por seu padrasto, ela passa a roubar outros volumes, enquanto acompanha à sua volta ascensão do Terceiro Reich. 


O Buraco da Agulha

A espionagem é um dos aspectos mais fascinantes da Segunda Guerra Mundial e Ken Follet é um mestre em criar tramas mirabolantes. Agulha é o codinome de um brilhante espião alemão, que se lança numa corrida contra o tempo para descobrir o segredo dos aliados e aniquilá-los. Ele é capaz de derrubar qualquer obstáculo que surja em seu caminho para alcançar o seu objetivo, até mesmo tentar matar a jovem inglesa por quem se apaixona. Mas o seu grande engano foi subestimar a perspicácia dessa mulher. Um thriller alucinante que nos lança nos momentos decisivos da Guerra e nos faz vibrar à cada página.



O Outro Lado da Meia Noite

Paixões dilacerantes se mesclam com os turbulentos acontecimentos da Segunda Guerra Mundial nesse vigoroso romance de Sidney Sheldon. Na Paris, ocupada pelos nazistas, a bela Noelle se vê diante de uma perigosa missão: tirar da cidade um velho amigo judeu com quem tem uma dívida de gratidão. Já na América, a ingênua Catherine é a noiva de Larry Douglas, um piloto de avião, reconhecido como um herói de guerra, mas que é capaz de atitudes desprezíveis. A história dessas duas mulheres percorre o período entre 1919 e 1947, pegando em cheio o período da Segunda Guerra, justamente onde tanto para as personagens, quanto para o mundo, acontecimentos decisivos mudam o seu destino.


16 comentários:

  1. Um dos meus temas preferidos de leitura é a Segunda Guerra! Gostei da lista, acrescentaria ainda "O Sobrevivente - Memórias de um brasileiro que sobreviveu a Auschwitz" (melhor livro da vida, rs).
    http://plataforma-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. De todos esses eu só li O menino do pijama listrado e A menina que roubava livros, mas pretendo aumentar a minha lista em breve pois, em um dos desafios literários que participo, em um dos meses os livros têm que ter relação com o holocausto, então provavelmente terei ajuda dessa sua lista. Obrigada! :)

    http://magoevidro.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito legal esses desafios, apresenta-nos muitos livros novos.

      Excluir
  3. Olá!
    Amo livros com essa pegada histórica. A segunda guerra mundial, apesar de triste, é um dos meus momentos históricos favoritos, acho incrível quando o livro é baseado em fatos reais.

    Beijão
    Leitora Cretina

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. São tantas as obras que retratam esse triste episódio, quero conhecer muitas outras ainda.

      Excluir
  4. Olá!
    Adoro livros históricos! Excelente lista. Já li A Menina Que Roubava Livros, O Menino do Pijama Listrado e O Buraco da Agulha e adorei os três.
    Bjs
    EntreLinhas Fantásticas - SORTEIOS NO BLOG! PARTICIPE :)

    ResponderExcluir
  5. Ahhh, foi meu post preferido! Adoro o tema e confesso que não conhecia muitos desses livros. Não fazia ideia de que O Rouxinol fosse sobre a 2ª Guerra, tanto que nem solicitei na parceria por achar que era puro romance. Li um livro da autora e não gostei.

    Fiquei surpresa com o livro do Sheldon! Não sabia que falava sobre o tema. Faz muitos anos que tenho, vou ver se coloco na lista de leitura para esse ano, fiquei bem curiosa.

    Bjs
    Mari
    http://s2ler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse do Sheldon vale muito a leitura, é muito emocionante.

      Excluir
  6. Gosto muito desse tipo de livro, conheço dois deles e me marcaram profundamente... Aproveitando o comentário, te indiquei lá no blog para receber o selo do Prêmio Dardos, gostamos muito do seu blog e espero que goste...

    http://eventualobradeficcao.blogspot.com.br/2016/02/premio-dardos.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado Roberta, também curto muito seu blog e fico honrado com a indicação.

      Excluir
  7. O tema é fantástico! eu adoro! li o Menino do Pijama listrado e A menina que roubava livros, espero ler os demais. Os melhores que já li que foram retratados na segunda guerra mundial foram: Maus, do autor Art Spiegelman, A noite, do autor Elie Wiesel, O menino do pijama listrado, do autor John Boyne, e o melhor dentre todos eles, sendo o melhor livro que já li na vida; O destino os uniu, do autor Anderson Costa.
    Parabéns pelo post!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelas dicas, pela visita e pelo elogio.

      Excluir
  8. se vcs gostam de livroas que se passam durante a guerra, leiam a trilogia O Século de Ken Follett, simplesmente maravilhoso e vc aprende história sem querer. Quando terminei de ler, parecia que faltava algo em mim de tanto que me apeguei aos persongans. Vale a muito a pena gente!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já pretendia ler essa obra,mas seu comentário me deixou com mais vontade.

      Excluir