quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

Sete melhores leituras de 2015





 Nunca sei quantos livros leio por ano, mas 2015 foi bem produtivo. Li muita coisa boa e aqui estão os que mais se destacaram. Todos foram resenhados no blog, por isso não vou repetir a resenha, mas falar brevemente de minhas experiências lendo cada um deles.


O Vilarejo

 O único defeito desse livro é que ele é curto demais. Sei que às vezes reclamo dos livros longos de Stephen King, mas nesse caso, os contos de Raphael não tem mais que quinze páginas cada um e as histórias são tão absorventes que você  quer mais. Mas o cara tem uma capacidade de concisão, que cada conto é amarrado primorosamente. Recomendo muito e o preço é bem convidativo.


 O Colecionador de Peles

 Jeffery Deaver se superou com esse livro. Eu devorava as páginas tamanha a sua capacidade de criar situações intrigantes. Sabe aquele livro que te surpreende à cada página? Reviravoltas das mais inesperadas tornaram essa leitura um turbilhão de emoções. Só não curti os spoilers gravíssimos de O Colecionador de Ossos. Por mais que as alusões ao outro livro fossem necessárias, acho que o autor deveria ser mais reticente.




Histórias Para Noites Sem Luar

 Essa foi uma releitura. Adorava pegar na biblioteca pública os livros dessa coleção e esse foi um dos que mais marcaram minha adolescência. E revisitá-lo foi delicioso. Consegui resgatar a sensação que tive ao lê -lo pela primeira vez, há quase vinte anos, quando a leitura era ainda um mundo novo e cada novo livro iniciado era como se lançar numa aventura. Hoje, sou mais crítico e nem tudo me impressiona tanto, mas com essa releitura viajei no tempo e voltei a ter aquela entusiasmada ingenuidade.


Guerra Civil

 Sou suspeito para falar de quadrinhos, porque adoro esse universo. Não chego a ser um nerd, tanto que não chamo quadrinhos de HQ, mas gosto das histórias e, principalmente, fico fascinado pela dimensão que os personagens tomam, invadindo as séries de TV, o cinema e até protagonizando musicais. Mas quando soube dos livros, não botei muita fé. Quadrinhos e literatura são áreas muito diferentes. Porém, resolvi arriscar e me dei bem. Lia cada página com um entusiasmo que há muito não sentia e perdi o preconceito quanto a esse novo gênero que está crescendo tanto.


O Peão

 Sou grato a Mari do blog S2 Ler por essa indicação. Steven James não tem um texto dos mais caprichados, mas esse livro é pura adrenalina e, pelos comentários que leio por aí, todos os outros são assim. Ainda não li mais nenhum, mas O Peão foi o suficiente para me convencer a acompanhar essa série.


O Predador

 Acompanho essa série desde o início e, apesar de ter curtido os últimos volumes, achei que Tess estava perdendo a mão. Muitos dos elementos que mais me atraía em seus livros estavam desaparecendo, como os detalhes forenses, a intimidade de Rizzoli e seu marido e as revelações inesperadas à cada capítulo. Mas Tess recuperou sua velha forma e assim, manteve a fidelidade de mais um fã.


Escuridão Total Sem Estrelas

 Um livro de Stephen King é sempre algo muito esperado e o lançamento de um livro de contos do mestre tem um sabor ainda mais especial. Apesar de gostar de escrever seus famosos tijolões, Stephen manda muito bem quando escreve textos curtos e esse livro é uma prova de que ele não precisa de muitas páginas para nos apavorar. Melhor leitura do ano!


 Esses foram meus sete melhores momentos na literatura em 2015. E vocês, quais livros mais lhes marcaram esse ano? Comentem e quem tiver um blog e fez também sua lista de top 2015, coloque o link que vou lá conferir. Um feliz ano novo e desejo a todos ótimas leituras em 2016.







10 comentários:

  1. Se sabe que dessa lista eu só li o HQ e curti muito, quero os outros livros que a editora está lançando da Marvel. Eu só sei quantos livros eu li porque eu precisei deixar organizado o post de leituras lá do blog kkk porque eu nunca conto também não. Eu nem esperava que vc fosse ler a resenha que eu joguei lá no blog essa semana porque é romance e eu sei que vc curte mais suspense, terror e policial kkk. Eu não consigo muito ler esse genero, acaba me cansando e quando vejo já estou dormindo kkk. Eu inisto em ler distopias para adolescentes kkkkkkkkkkkkkkk. Falow

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É que nem todas minhas leituras eu resenho, alguns não valem a pena, por isso, pra saber quantos livros eu li no ano, só no vendo no skoob. Quanto aos livros mais emotivos eu até gosto. Também tenho um coração, está guardado num vidro álcool, mas eu tenho. Abraço, Guto, e feliz ano novo.

      Excluir
    2. Kkkkk sim parcero vc também te um PEQUENO coração!!! Feliz virada de ano para todos nós ;-)

      Excluir
  2. Mega concordo com sua seleção em especial com Guerra Civil e o Peão, ótimos livros. uma pena que os melhores acabam tããão cedo.... ;~;

    ~Por Bruna.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Bruna, esses a gente nem quer que acabe logo.

      Excluir
  3. Olá Ronaldo!
    Quero muito ler O Vilarejo! Escuridão Total Sem Estrelas é fantástico. Não sou muito fã de contos mas esse me surpreendeu. Entrou para a lista dos favoritos <3
    Bjs

    EntreLinhas Fantásticas | SORTEIO 250 SEGUIDORES! NOS SIGA E PARTICIPE :)

    ResponderExcluir
  4. Quero muito ler O Colecionador de Peles, esse ano acho que vai.
    Gostei de suas escolhas apesar de não ter lido nenhum deles, mas a maioria só li comentários positivos.
    Beijos.
    http://recolhendopalavras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia qualquer um desses que certamente gostará.

      Excluir
  5. Olá Ronaldo!! Ainda não li nenhum desses livros, mas já quero ler logo! Em todos os blogs vejo muitos comentários positivos sobre "O vilarejo", em breve quero iniciar esse!

    Abraços!

    http://eventualobradeficcao.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi um ano bem proveitoso, com ótimas escolhas.

      Excluir