sexta-feira, 24 de abril de 2015

Sete adolescentes que tocaram o terror


Jofrey

Nem bem saiu das fraldas e ele já virou rei. Como era de se esperar, não estava preparado para isso. Fraco, inseguro e atrapalhado, o primogênito de Cersei Lannister não conseguia manter as rédeas dos Sete Reinos e por isso espalhou o terror, acreditando que assim teria seu povo sob o seu cabresto. Jofrey é um fraco, um garoto que se esconde por trás da coroa para cometer os atos mais vis, mas não desempenha a sua função que é a de comandar, proteger e orientar seu povo. Vingativo, ao descobrir a traição de Stark, transformou sua noiva, filha do rebelde, em refém e a fez passar por diversas torturas psicológicas. Mas suas maldades não ficaram somente em seus círculos mais próximos. O rapaz usou e abusou de sua autoridade, derramando sangue por onde passava.

Tyler

Filho do prefeito de Mystic Falls, Tyler é o típico filhinho de papai arrogante.Um valentão, que vive arrumando brigas com os jovens da cidade. Se acha superior, é extremamente egoísta e trata as mulheres com desprezo, usando as que caem em sua lábia e menosprezando as que não lhe dão bola. Até aí ele seria um  adolescente rebelde como outro qualquer. Mas Tyler não herdou de sua família apenas a influência e a capacidade de sair impune devido à sua posição. O rapaz também herdou uma característica genética bastante bizarra: é um lobisomem. E quando assume sua forma lupina, se torna exponencialmente mais boçal do que em sua forma humana. Poderoso, selvagem e impulsivo, ele espalha o terror na cidade quando sofre sua transição. Enquanto o Tyler do seriado acaba por se redimir e mostrar um lado simpático e ter atitudes heroicas, o dos livros é uma criatura desprezível, que ao assumir sua forma lupina, não perde as piores características da sua terrível índole humana.

Charlie
Charlie Decker é um aluno do colegial numa pequena cidade chamada Placerville, no Maine. Após ser expulso de seu colégio ele volta armado com uma pistola, mata sua professora e coloca uma classe como refém. Do rapaz introvertido, que acumulava dentro de si todo o sofrimento pelas pequenas, mas significativas humilhações por que passava, se torna o algoz de seus colegas e sob sua ameaça, todos devem entrar em seu jogo. Charlie faz com que cada um exponha seus ressentimentos mais profundos, sejam eles contra a família, contra os amigos, contra os objetos de sua paixão ou contra o sistema. É então que nos compadecemos não só dos reféns, mas do próprio Charlie, cuja existência tão comum o aproxima de nossa realidade. A intenção de Stephen Kinh talvez não tenha sido a de justificar os atos violentos de seu personagem e sim o de mostrar que acontecimentos como aquele podem ocorrer em qualquer lugar. Porém, devido à sua própria convicção de que sua obra possa ter, mesmo que levemente, influenciado casos reais semelhantes ao de Charlie, o autor baniu o livro, proibindo sua reedição.

Tique Taque
“Tique-Taque. Você vai estar morto dentro de 16 horas.” Tique taque tem a capacidade de assumir as mais diversas formas, mas a sua preferida é a de um mendigo que assombra a vida do policial Harry, lançando-lhe a maldição acima. Ao cruzar o caminho de um aparentemente inofensivo jovem, Harry não imaginava a sinuca de bico em que estava se metendo. TiqueTaque tem um poder mental que vai além da telecinese. Ele é capaz de brincar com a realidade, montando o mundo de acordo com a sua vontade. É com a ajuda de seus poderes que se torna dono de uma imensa fortuna e adquire uma opulenta mansão, que transforma em seu quartel general de onde vigia seus desafetos e de onde se desloca em questão de segundos para cometer as piores atrocidades. Uma criatura mesquinha e imatura, que vê o resto da humanidade como peças de um jogo com o qual quebra o tédio de sua solitária existência.

Max Webster
  
Filho de Eve Blackwell (já citada numa outra lista nada lisonjeira, aqui do blog) o garoto herdou sua índole e só não se tornou um dos maiores vilões da literatura contemporânea porque Tilly Bagshawe não tem o mesmo talento de Sidney Sheldon para compor personagens imortais. Mas isso não quer dizer que ela não tenha sido bem sucedida em criar um detestável vilão. Desde pequeno ele deu um claro sinal de sua má índole: idolatrava a mãe. Pra alguém idolatrar a megera da Eve é porque sofre de alguma distorção de caráter. E é exatamente o caso desse rapaz. Morre de inveja da prima Lexi, com quem desde jovem disputa o controle da empresa da família e não tem escrúpulo algum nessa luta pelo poder. E o que dizer do que ele fez com o próprio pai, o pobre Keith que sempre o tratou com todo o carinho. Uma peste cuja adolescência foi apenas um estágio para a sua carreira de vilão profissional.
Sétimo

Ele é o caçula de uma grupo de sete vampiros que após séculos no fundo do mar, foram despertados em pleno Brasil e agitaram o país e a literatura de terror nacional. E, apesar de ser o mais jovenzinho, é o pior e todos. Sétimo é um vampiro renegado, que devido a uma mágoa do passado, se afasta de seus outros seis companheiros e sozinho acaba dando tanto ou mais trabalho do que todos os seus companheiros juntos. O que o torna tão perigoso é a combinação de um poder imensurável e o comportamento de um típico adolescente. Sétimo é mimado, caprichoso, tem uma extrema necessidade de autoafirmação e muito ciumento. Vá mexer com uma das namoradas dele pra ver o que acontece. É capaz de estraçalhar quem atravessar seu caminho. E, como se não bastasse, ainda tem a capacidade de assumir a forma de um monstro tão horrendo, que só de olhar suas pernas virariam gelatina.

Draco Malfoy

Filho de grandes patrocinadores no Ministério da Magia, Draco não deixa de jogar sua condição privilegiada na cara de todo mundo e abusa da impunidade que sua linhagem lhe proporciona. Grande apoiador de Lord Voldermort, ele é um aprendiz de suas maldades desde criança e ao alcançar a sua adolescência, demonstra que já está pós-graduado no assunto. Após seu pai ter doado à equipe um lote de vassouras Nimbo 2011, conseguiu uma posição no time de Quadribol como apanhador. Sua rivalidade com Harry Potter é algo lendário em Howgarts, mas apesar das perseguições ao simpático bruxinho, nunca consegue superá-lo, o que só aumenta seu ódio. Em seu currículo de maldades estão crimes como: Usar a Maldição Cruciatus e a Imperius, tentar matar Alvo Dumbledore e envenenar uma garrafa de hidromel que quase matou Rony Weasley.

9 comentários:

  1. Destes, por enquanto conheço apenas o Jofrey, e ele definitivamente tocou o terror, e muito.

    bomlivro1811.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Passei pra dizer que li o post kk e que estou ausente esses dias porque estou preparando material para deixar agendado para o blog e para a página lá do face por esses dois meses que eu vou ficar ausente!!! Que livro você está lendo?? Você sempre comenta comigo lá no blog e não faço idéia do que você está lendo agora rs Eu to terminando o Endgame- o chamado que é eternamente cansativo não recomendo kk Abraços #Guto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Guto! Faça isso mesmo, mantenha o blog ativo de alguma forma para ele continuar crescendo. No momento estou terminado Escuridão Total sem Estrelas do Stephen King, uma das melhores leituras dos últimos tempos.

      Excluir
    2. Os livros dele são enormes da uma preguiçaaaaaaaaaaaaaaaaaaa kkk

      Excluir
  3. Adorei sua lista, Ronaldo!
    Estou louco para ler Fùria. Havia lido ou assistido num documentário do Stephen King, certa vez, de que ele mesmo havia pedido para os livros serem retirados. Acontece que as pessoas estavam confundindo ficção com realidade e alguns jovens estavam 'culpando' o livro pelos seus atos.
    Conhecia alguns da lista, outros ainda não havia falado. Depois de Fúria (Stephen King é muito amor), o que mais me impressionou foi o do Tique-Taque. Fiquei curioso para ler.
    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Dean Koontz tem um estilo bem parecido com o do Stephen King, a diferença é que ele tenta dar uma explicação para os eventos fantásticos de seu livro, enquanto o King trabalha em cima do inexplicável. Que bom te ver por aqui novamente e, principalmente, voltando a postar em seu blog. Abraços.

      Excluir
  4. Também detestei o Max Webster. Que carinha insuportável!
    O Tyler, mesmo se redimindo no seriado, ainda não conquistou minha simpatia...

    www.meuslivrosesonhos.bogspot.com.br

    ResponderExcluir