quinta-feira, 19 de março de 2015

Sete maridos que tocaram o terror

Jack Torrance
Jack Torrance tinha lá seus problemas, mas não era má pessoa. Se recuperando do alcoolismo e pretendendo escrever sua peça, o emprego de zelador no hotel Overlook veio muito a calhar. O isolamento para poder escrever e a distância de uma vida social urbana, afastando-o das tentações em seu momento de abstinência, são  tudo de que ele precisa. Porém o lugar não é tão pacífico quanto parece. Há algo sinistro dentro daquela propriedade, que ronda sua família à procura de alguém vulnerável. E ao descobrir as fraquezas de Jack, essa presença se alimenta delas, trazendo à tona o lado mais obscuro de sua personalidade. Tomado pouco a pouco pela loucura, Jack se transforma num monstro que faz de sua família a sua presa. Dentro daquele hotel, sua esposa e seu filho conhecem o pior lado de Jack e nada do que digam pode trazê-lo de volta. Sem viva alma por perto a quem pedir socorro, o jeito é enfrentá-lo ou se esconder.


Dr. Patrick Henry
Esse livro foi baseado num fato real que causou estardalhaço nos tribunais e foi  escrito pelo promotor que trabalhou no caso. Dr. Patrick Henry era um médico respeitado na cidade em que vivia e ao se casar com Cristina Henry, conseguiu esconder sua verdadeira índole durante anos. Mas isso não quer dizer que ela tenha vivido uma rotina pacífica e segura dentro desse período. Cristina passou por diversas situações em que sua vida ficou em risco sem nem desconfiar que esses acontecimentos, aparentemente acidentais, eram planejados pelo próprio marido. Henry lhe preparava armadilhas e a submetia a situações torturantes, sem que a mulher percebesse a sua autoria. Até que descobriu a verdade e aí as coisas ficaram bem piores para o seu lado. Sua vida e a de seu filho passaram correr um perigo ainda maior. E sem que ninguém acreditasse em suas acusações, já que Henry era um pilar da sociedade, a ela só podia contar com a ajuda do dedicado promotor para colher provas contra o médico.

 Cliff Baxter


 Cliff é o Xerife de Spencerville, um homem violento, inescrupuloso e que abusa de sua autoridade. Casado com Annie, com quem tem dois filhos, o relacionamento de ambos está ruindo e  a chegada a cidade de um antigo namorado de sua esposa à cidade é a gota d’água para que ela decida abandoná-lo. Cansada dos abusos frequentes do marido, ela resolve ir embora com Keitty, oficial da inteligência que se aposentou com o fim da guerra fria e retornou à sua terra, reencontrando seu grande amor. E é  então que ela descobre que os defeitos do marido são muito maiores que aqueles com os quais convivia. Um homem misógino, que projeta suas frustrações na esposa e a transforma no alvo de sua fúria. 



Larry Douglas
Se você foi abandonada pelo marido e lhe negou o divórcio, impedindo assim que ele se case com a amante, é melhor desconfiar caso ele apareça fazendo as pazes e convidando-a para passeios em lugares desertos. Larry deixou a mulher para ficar com a linda atriz Noelle Page, com quem se envolveu no passado. Desde então, Catherine, a esposa, foi ao fundo do poço, entrando uma depressão que a fez perder qualquer interesse pela vida. Porém, pouco depois dela lhe negar o divórcio, Larry retorna, todo sorrisos e a convida para uma excursão pelos pontos turísticos da Grécia. É então que coisas bem estranhas começam a acontecer. Larry tenta matar a esposa das mais inusitadas maneiras, chegando à cometer a crueldade de abandoná-la numa caverna cheia de morcegos. E o pior, Catherine sempre escapa da morte sem nem desconfiar de que aqueles estranhos acidentes foram propositais.



Barry Dalston 

Barry se casou com Susan apenas para se aproximar de seu pai, que era uma celebridade no mundo do crime. Porém, mesmo antes do casamento já mostrou sua verdadeira face, chegando atrasado na cerimônia porque estava transando com uma prostituta, e o que é pior, na companhia do sogro. E após trocarem as alianças, foi que Barry transformou a vida da esposa num inferno. Espancava-a diariamente pelos motivos mais banais, mal colocava comida na mesa e ainda passava noitadas na companhia de qualquer uma que lhe desse bola. O resultado dessas orgias, foi contrair uma gonorreia e transmitir a doença para a esposa grávida, o que levou o bebê a morte. Mas isso foi só o prelúdio. Barry foi capaz de coisas bem piores, mas seu castigo veio e pelas mãos de uma das vítimas de sua violência. 

Derek Bellasar

O poderoso comerciante de armas Derek Bellasar tem um estranho fetiche: encomenda retratos de todas as suas esposas. Pode parecer um capricho como outro qualquer, um ato lisonjeiro de um cavalheiro que quer ver a beleza de sua mulher imortalizada num quadro. Mas o problema está no que acontece depois que o quadro é terminado. As mulheres sofrem acidentes bastante suspeitos. Ao se casar com a bela Sienna, Derek contrata o artista Chase Malone para pintar o seu retrato. Primeiramente ele recusa-se, mas ao se deparar com a jovem, fica fascinado por sua beleza e aceita o trabalho. Porém, com o que Derek não contava é que Chase foi persuadido pela CIA a espionar o bilionário e que investiga as misteriosas mortes de suas esposas. Mas com o que Chase não contava, é que Derek é muito mais esperto do que ele e que não pretende deixar o casal sair vivo.


Rashid

Rashid é um sapateiro que se casa com Mariam quando ela ainda é uma adolescente. Se a infância da garota foi uma desolação, com a falta de afeto da mãe e a ausência do pai, sua vida de casada conseguiu ser pior. Rashid representa toda o machismo, a violência e a opressão do regime talibã. É um casamento onde a mulher não tem voz, onde seus sentimentos são anulados e qualquer tentativa de assumir uma identidade é punida com agressão. Ela não precisa ter um nome, uma personalidade ou uma preferência. Sua existência é em função do marido. E, como se não bastasse subjugar uma mulher, Rashid arranja uma segunda esposa. Laila, de temperamento mais forte, reage aos seus abusos, mas o que fazer quando o marido tem o apoio de toda uma sociedade e de um governo ditatorial?

3 comentários:

  1. Oii Ronaldo , tudo bem??? Nunca li esses livros. Mas temos tantos exemplos né? Esses dias mesmo li um: No Escuro. O cara era terrível :P
    Beijos
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também conheço esse livro e o cara merecia estar nessa lista, mas quem sabe ele entre numa futura lista de namorados que tocaram o terror.

      Excluir
  2. O personagem Jack Torrance de O Iluminado é magnífico. O Outro lado da Meia-Noite eu tenho mas ainda não li, na verdade tenho vários livros do Sidney Sheldon e ainda não li nenhum. Tenho que tirar eles da estante, pois devem ser muito bons.

    bomlivro1811.blogspot.com.br

    ResponderExcluir