terça-feira, 30 de setembro de 2014

Sete verdadeiros super heróis da literatura

Mais do que heróis da literatura, eles são super heróis. Dotados de poderes especiais, esses personagens salvam o nosso mundo, nos conduzindo em histórias que brincam com a nossa imaginação. Juntos, formariam uma equipe que não deixaria nada a dever aos X-Men, mas mesmo separados eles se garantem.


Percy Jackson

Percy é um simpático herói que logo no início da adolescência se vê diante da grande responsabilidade que é a de ser filho de um deus e que bravamente segue o seu destino. Tem controle sobre a água e é capaz de manipulá-la, podendo convocar furacões, causar maremotos e fazer terremotos; Fica mais forte em contato com a água; Pode localizar objetos que estão no mar; Pode fazer água aparecer do nada, entre outas habilidades.
A saga foi criada por Rick Riordan, que se inspirou em seu filho mais velho, que tinha dislexia e hiperatividade. Quando o menino era pequeno, Rick contava histórias de aventura para o filho, onde o personagem principal era sempre alguém disléxico e hiperativo,  de onde se originou a série.



                                                                                           
 Johny

Após um acidente, Johny fica em coma por quatro anos e ao despertar, desenvolveu um poder que pode ser tanto um dom, como uma maldição: enxergar o futuro.
Tal façanha ele consegue com o simples ato de tocar alguém ou algum objeto pertencente à pessoa.
Com essa habilidade Johny evita várias tragédias e se torna famoso. Porém, ao esbarrar em Greg Stillson,  descobre  que este homem  se tornará presidente dos Estados Unidos e desencadeará uma  guerra nuclear .

Harry Potter

Filho de bruxos, criando pelos trouxas, Harry descobre sua verdadeira origem e vai estudar na famosa Hogwarts. Lá ele conhecerá seus melhores amigos, Rony e Hermione, que compensam toda a solidão, negligência e maus tratos que passou na casa de seus tios. Lutando contra o lendário Voldemort, tão temível que seu nome não pode ser sequer pronunciado, ele evolui de uma criança perdida a um dos maiores guerreiros da literatura.
Muitas aventuras, sustos, surpresas e magia ele viverá neste novo mundo ao qual ele pertence desde que nasceu.
Com seus feitiços consegue proezas como: Acalmar dragões; Criar uma pequena rajada de vento; Mover pequenos objetos  Paralisar o alvo; Fazer com que a pessoa escolhida se apaixone por você e mais dezenas de truques.
                                                                                 
Deucalião  

Só Dean Koontz poderia recriar o mito de Frankstein de uma forma inovadora, mas sem perder a essência do personagem. Deucalião é um produto da mente megalomaníaca de um cientista, mas ao invés de vagar pelo mundo como uma aberração em busca de respostas,  Deucalião vive na tranquilidade de um mosteiro, afastado da civilização. Mas devido a uma série de crimes ele é levado de volta às suas origens e é então que esse super herói monstruoso entra em ação. Gigantesco, ágil e forte como um trator, Deucalião faz uso de suas habilidades sobre humanas  para caçar um assassino e enfrentar toda as calamidades desencadeadas pelo seu criador.




Wrath

O rei cego é o fio condutor de uma das séries mais longas e deliciosas da atualidade. Wrath era um vampiro guerreiro que defendia a sua raça e levava uma vida de renegado, combatendo os inimigos de sua espécie e isolando-se de seus parceiros. Mas a responsabilidade o chamou e teve de assumir seu lugar de direito, que era o trono da sociedade vampírica. Um gigante de longos cabelos negros que seduziu não só sua rainha Beth, como milhões de leitores em todo o mundo. E sua falta de visão é compensada pela super força, capacidade de regeneração quase instantânea, longevidade e o dom de se teletransportar.





Aragorn

Tudo bem que ele não conseguiu nada sozinho. Não fosse a Sociedade do Anel, a Terra Média ainda estaria nas mãos de Sauron. Mas se não fosse Aragorn, todo o esforço dispendido pelos seus companheiros não teria dado em nada, já que a batalha decisiva foi ganha devido ao seu dom mais do que especial, o de ressucitar o exército de mortos para lutar contra os corsários de Umbar. Mesmo sendo humano, Aragorn provou merecer a coroa.




Sam Merlotte



O misterioso dono do restaurante mais badalado de Bon Temps tem algo mais peculiar a esconder do que o seu passado triste de criança abandonada. Sam Merlotte é um metamorfo, um ser com a capacidade de se transformar em qualquer animal que toque ou possa estudar. Conforme o tempo passa, mesmo como humano ele pode assimilar algumas habilidades dos animais em que se transforma. Contudo, não pode se transformar num outro ser humano. Mas para quem pode até voar, que importância isso tem né?
                                  


7 comentários:

  1. Stephen King é único, tenho vários livros dele, este livro li a muuuuito tempo. Mas gosto de todos. Até os mais parados.
    Gostei da dica de Deucalion, tenho alguns Dean K.,mas não conhecia este.
    Quanto ao Wrath da Irmandade, sou suspeita de falar, sou completamente apaixonada por essa série. Então.....
    Te convido a visitar minha estante no skoob. Temos muito em comum!!!
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Me passe seu link do skoob,pois eu convido tanta gente pra conhecer meu blog que acabo me perdendo.

      Excluir
  2. Wrath, Harry Potter e Aragorn :) ! Também adoro Stephen King, mas ainda nao li este livro, tá anotado!

    ResponderExcluir
  3. Oi, Ronaldo!

    Adorei a postagem!

    Concordo com muitos desses heróis!

    Percy Jackson é o máximo! Virei fã do Rick depois dessa série.

    A Zona Morta é meu livro preferido do mestre KING. Nunca vi um personagem tão fantástico como Johny. Não sei você, mas eu lia e tinha a sensação que o cara podia ser um vizinho, um parente, um conhecido, tão excelente foi o trabalho do King em aproximar o personagem do leitor.

    Eu AMO essa série do Koontz que você citou. Sem dúvida uma das melhores que já li. Amei, amei, amei.

    HP não é nem necessário comentar, né? Rs


    Quanto aos outros livros, ainda não li. Tenho a sensação que nos livros da Ward rola muito amor. Até comecei a coleção, mas me desfiz dela antes mesmo de começar a ler. Sei lá, parece meio romance erótico vampírico, rs

    A série da Sookie eu tenho alguns volumes, mas a editora parou de publicar e fiquei emputecida. Por causa disso, até hoje não comecei a ler. Da série de TV desisti, parecia mais filme pornô ¬¬.

    Senhor dos Anéis morro de vontade de ler. Faz anos que tenho na minha estante, mas ainda não entrei no clima :S

    Amei o tema desse post!

    Abraços
    Mari

    ResponderExcluir
  4. Zona Morta está entre meus livros preferidos do King que li até agora, e o Johnhy é um personagem muito carismático e sua determinação em se fazer o correto é de uma admiração imensa.

    bomlivro1811.blogspot.com.br

    ResponderExcluir